FLUVIÁRIO DE MORA

Precisamos de perto de duas horas – tendo como ponto de partida Lisboa – para chegarmos ao Fluviário de Mora, no Alentejo. Este aquário público, dedicado aos ecossistemas de água doce, foi inaugurado em março de 2007 e dá a conhecer algumas das espécies dulciaquícolas de Portugal da nascente até à foz, outras que ocorrem na Península Ibérica e outras ainda da bacia hidrográfica do rio Amazonas e dos grandes lagos africanos do vale do Rift. A visita a este aquário é um local de sensibilização para cuidarmos destes ecossistemas que albergam uma enorme diversidade, apesar da água doce disponível em estado líquido à superfície constituir somente 0,01% de toda a água do planeta Terra.

Este passeio implica a disponibilidade de um dia, de uma viagem de ida e volta, mas vale bem a pena: pela beleza da paisagem, pelo fluviário e por todas as valências que rodeiam o aquário. O tempo não será dado como perdido e a nossa viagem em família, em particular, foi bem educativa e divertida. Para reforçar a vontade de se lançarem nesta aventura, fiquem a saber que junto ao Fluviário fica o Parque Ecológico do Gameiro, um cenário idílico, que tem uma praia fluvial, um eco–campismo com bungalows (podem até prolongar a estadia para um fim de semana!), um parque de Merendas, bar/cafetaria, parque infantil e campo de jogos.

A praia fluvial

No nosso país existem lugares encantadores e a Praia Fluvial do Gameiro é um deles. Conhecida por diferentes nomes - praia fluvial do Gameiro, parque ecológico do Gameiro, praia fluvial do Cabeção, açude do Gameiro, está inserida no Parque Ecológico do Gameiro e por isso facilmente dará por ela junto ao Fluviário.

Se ao Fluviário de Mora e à praia juntarmos o Passadiço do Parque Ecológico do Gameiro, nas margens do rio Raia, com uma extensão de 1,5 Km, passamos a ter três atrações bem interessantes e diversificadas que justificam ainda mais o passeio. No caminho observam-se salgueiros e choupos, característicos da flora ribeirinha, bem como anfíbios e alguns peixes de pequenas dimensões que por vezes se encontram nas margens da Ribeira do Raia e algumas espécies de aves caracterís-ticas da avifauna desta região. Depois de alguns metros percorridos existe um posto de observação, onde é possível descansar e ter uma visão mais ampla de todas as componentes do Parque Ecológico do Gameiro.

Os mais aventureiros, no final do passadiço, podem prosseguir a caminhada mas agora por terra e caminhos mais acidentados, que para os caminheiros e aventureiros é excelente. Tem uma extensão total de 5,5Km.

Horários

O Fluviário de Mora abre às 10h no verão e no inverno; e fecha às 17 no inverno e 19 no verão. Encontra-se encerrado nos dias 25 de Dezembro e 1 de Janeiro (parte da manhã). No dia 1 de Janeiro abre ao público de tarde das 13h00 às 17h00.

O bilhete permite a visita livre - sem ser guiada por um educador ambiental - às exposições ao longo do dia:

Criança (0-2 anos) Grátis

Criança (3-12 anos) 4.90€

Adulto (13-64 anos) 7.20€

Sénior (65+ anos) 5.20€

Família (pais e filhos dos 3 aos 12 anos), menos 0.50€ cada