BACALHÔA BUDDHA EDEN

Quando a família foi visitar o Buddha Eden este já existia há uns anos. Um dia considerámos o assunto e metemo-nos ao caminho até ao Bombarral. Há a tendência a fazer passeios pela zona onde residimos, quando, muitas vezes, vale a pena o esforço financeiro para conhecermos lugares um pouco mais distantes. E o Buddha Eden é um lugar lindo que merece uma visita. Ali se passa um dia maravilhoso, bem disposto e sempre à descoberta de novos cantos e recantos, de novas esculturas, obras ou novos pontos de interesse. A não esquecer as imensas plantas exóticas espalhadas por todo o lado. O jardim é enorme, por isso, logo à entrada reconhecemos o comboio que nos conduzirá pelo percurso do espaço. Para as crianças, sobretudo, é uma viagem cheia de graça. Por ali não existem actividades programadas, mas ninguém sente falta pois há muito para ver e espaço para correr livremente. A sensação de liberdade e de dispor do tempo é uma das melhores sensações do Buddha Eden.

Mesmo ao lado da paragem do comboio, logo à entrada, um belo lago de peixes KOI, patos e tartarugas abre este jardim que tem mais de 100 hectares, entre a quinta de vinhos Loridos e o jardim (apenas o jardim tem actualmente cerca de 40 hectares). Este jardim foi concebido e implementado por Joe Berardo e pretendia ser um protesto contra a destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, no centro do Afeganistão. Entre budas, pagodes, estátuas de terracota e várias esculturas cuidadosamente colocadas entre a vegetação, estima-se que foram usadas mais de 6 mil toneladas de mármore e granito para edificar esta obra monumental. A escadaria central é o ponto fundamental do jardim, onde os Buddha dourados dão calmamente as boas-vindas aos visitantes.

O ponto alto desta viagem ao Buddha Eden é a oportunidade de observar os cerca de 600 soldados de terracota pintados à mão, cada um deles único, encontrando-se alguns enterrados, tal como há 2.200 anos. Também o jardim de Escultura Moderna e Contemporânea irá maravilhar e proporcionar uma viagem, por entre a natureza, para apreciar arte moderna. Peças selecionadas da Coleção Berardo, como por exemplo de Joana Vasconcelos, Alexander Calder, Fernando Botero, Tony Cragg, Lynn Chadwick, Allen Jones e muitos outros, encontram-se dispostas no jardim.. Esta galeria em espaço aberto possui obras que são regularmente substituídas, proporcionando ao visitante experiências novas e interessantes, em cada visita.

O jardim de arte de Esculturas Africanas é dedicado ao povo Shona do Zimbabué. As suas esculturas demonstram a união entre dois mundos, o físico e o espiritual. Estes incríveis escultores de pedra mantêm a crença de que cada pedra tem um espírito vivo, que influencia aquilo em que ela se virá a tornar. O trabalho do artista é "libertar o espírito da pedra". Existem mais de 200 esculturas dispostas sob a sombra de 1000 palmeiras.

BACALHÔA BUDDHA EDEN

Acesso: O Buddha Eden fica a cerca de 2 km do Bombarral (tem sinalização desde a saída da A8) e a 70 km de Lisboa. Existe um enorme parque de estacionamento gratuito.

Dica: Ir de manhã ou a meio da tarde, pois durante a hora de almoço torna-se bastante quente no verão. A dica mais importante é levar a sua máquina fotográfica. Não se arrependerá pois os motivos são mais do que muitos.

Horário, das 9 às 18h, o portão de entrada e o restaurante encerram às 17.30

Ingressos:

Jardim - 4€ (IVA incl.);  Comboio - 3€ (IVA incl.)

Entrada livre para crianças até aos 12 anos

Existe um restaurante, uma loja com venda de vinhos e também é possível fazer provas por marcação.